Quarta-feira, 19 de Março de 2008

Pai

Não me transmitiste os teus genes. Nem por isso precisaste do ADN para me dares aquilo que consideraste o mais importante para eu ser o que sou hoje. Acredita que, como depositário, vou retransmitir às minhas filhas esses mesmos valores, esse mesmo sentido de vida, a tua postura.

Quando partiste, nada ficou por dizer entre nós, mas sinto a tua falta, o teu apoio.

É por tudo isto que hoje, quero dizer-te que tenho muito orgulho em ser teu filho e que, esteja onde estiveres, nunca me cansarei de te chamar Pai.


publicado por rodamarante às 09:42
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Amizade

. Feliz Ano Novo

. "Assalto"

. ACADÉMICA em 2º lugar!!!!

. Morreu JOSÉ TORRES. Viva ...

. O primeiro dia

. " França: Vaticano compar...

. Buracos e buraquinhos

. Portugal no seu melhor!

. Depois das Férias, o Regr...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.arquivos

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008